Power One Piece
Bem-vindo!
Bem-vindo!

Seja muito bem-vindo ao fórum de RPG voltado para o mundo de One Piece! Aqui você pode criar seu personagem e aventurar-se pelas ilhas, interagir com outros jogadores e mais!
Últimos assuntos
» Recomeçando, Vagas e Ideias Gerais!
Sex 06 Jan 2017, 3:16 am por Sakoto

» Apresentação de Minha Pessoa
Seg 15 Jun 2015, 1:59 pm por Sakoto

» Ahoy amigos!!!!
Sex 26 Dez 2014, 9:17 am por Sakoto

» Urgente para quem ainda estiver vivo!!!!
Qui 17 Jul 2014, 11:07 pm por macazeus

» Um dia especial
Qui 29 Maio 2014, 8:48 pm por Zaraki

» Sobre o Evento
Sab 17 Maio 2014, 7:41 pm por Hizumy

» Ausência!
Dom 11 Maio 2014, 10:10 pm por macazeus

» [01] Trabalho, espadas e amizade!
Sab 10 Maio 2014, 1:44 pm por Hizumy

» Apresentação Kira
Sex 09 Maio 2014, 8:52 pm por Red D. Bloody

» [Aventura] Primeiros passos rumo ao topo.
Dom 04 Maio 2014, 9:15 pm por Pedro L. Panigassi

Vagas
!Vagas!
1/5
Facebook do POP!
!O Facebook oficial do P.O.P!

Esperamos que visite a nossa página e nos acompanhe diariamente! Além disso, queremos a sua ajuda para espalhar o nosso fórum pelo mundo digital através das redes sociais! Visite a nossa página do "face": Power One Piece RPG!
Parcerias
!Parcerias!

VC Yaoi

[Resolvido]Ato 1 - Adventure to Become a Seaman

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Resolvido]Ato 1 - Adventure to Become a Seaman

Mensagem por Tartuga em Qui 03 Abr 2014, 3:29 pm



Turtle Marine

Adventure to Become a Seaman

       Casco fechava todas as portas do dojo de seu mentor e pai adotivo, não seria nada sem que essa família o salvasse e o recebesse de braços abertos, mesmo tendo essa aparência única. Sua companheira de treino já não estava frequentando o dojo há muito tempo, em sua cabeça passava a recordação dos momentos de desafio que teve com ela assim também como as disputas para ver quem era o mais forte, e Casco sempre perdia. A mesma coisa acontecia com o seu mestre, já debilitado pela idade e sem condições mais de ensinar partia para a cidade para morar junto a filha, que havia abandonado o Bushido para se tornar uma mulher casada, as memorias dos treinos puxados e de muitas vezes cruéis fazem Casco abrir um singelo sorriso no rosto, o tempo realmente passava muito rápido debaixo desse teto - Esta na hora de partir... - Divagava nesse momento nostálgico.

           Todos os anos passavam como uma flecha e com a chave na mão e a porta a sua frente Casco apertava forte a chave  e a colocava debaixo de um vaso de plantas bem ao lado da porta, ate mesmo um pouco de relutância em ir embora preenchia o seu coração, afinal de contas ali era a sua casa, mas já é hora de crescer, já é hora de alçar voos maiores do que a simples ilha de Conomi. Sem olhar para trás Casco vai caminhando e deixando o seu lar cada vez mais distante, mas não era um sentimento de tristeza que lhe preenchia, muito pelo contraio, era um certo fervor que invadia o seu cérebro, o sentimento de que grandes coisas estavam para acontecer em sua vida.

        Não custava para alcançar a praia e o Dojo já estar completamente coberto pelas arvores e vegetação, a caminhada a partir de agora era longa, mas Casco tinha uma vantagem, muitos se cansariam e chegariam fatigados por seguir a praia ate chegar na parte habitada da ilha de Conomi, mas Casco seguia caminhando para frente e adentrava no mar, sem se afastar da costa, somente o suficiente para sair da área de quebramento das ondas e nadava por baixo da água seguindo a maré, quase ralando seu tronco no chão, um trecho muito conhecido por ser ate costumeiro para o tritão. Desde pequeno faz esse mesmo trajeto, ate por que sua aparência é totalmente diferente da normalidade e muitas pessoas não entendem isso e algumas vezes causa grandes problemas, principalmente quando se deparava com pessoas mais intolerantes, muitos o confundiam com um tritão do bando de Arlong, mesmo não havendo nenhum parecido consigo, mas para os humanos todos são iguais.

       Quando chegava a cidade respirava fundo e começava a nadar em direção a praia, quando seus pés podem sentir o chão caminhava com parte do corpo submersa, a cada passo vai se aproximando e seu corpo vai sendo revelado pelas águas, aproveitando de um barco estar acabando de sair do porto da cidade nadava rápido e se segurava na âncora antes que ela subisse por completo, assim fazia ali a sua viagem pendurado e sentado na âncora, a viagem não é longa, a próxima ilha era ate mesmo bem perto de Conomi, não se passava nem mesmo meio dia e Casco já podê ver a grandiosa cidade de Shell Town.

Uma ilha montanhesca quase que completamente coberta por casas, sendo o seu grande destaque a bela base da marinha que havia em seu topo - Aqui começara o meu sonho de me tornar um grande marinheiro. - Antes do barco chegar ao porto da cidade saltava de volta para água e nadava mais veloz que o barco, seu coração palpitava de excitação, quando chegava no porto logo emergia e vislumbrava a bela cidade, observava a população que ali residia e começava a caminhar em direção a base da marinha.

avatar
Tartuga
Civil

Alcunha : Nenhum
Mensagens : 5
Pontos : 11
Reputação : 0
Data de nascimento : 28/08/2000
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Resolvido]Ato 1 - Adventure to Become a Seaman

Mensagem por Hizumy em Qui 03 Abr 2014, 9:07 pm


Adventure to Become a Seaman



Os ventos sopravam as pesadas velas brancas da embarcação que deixara Comini Island. O grande galeão carregava milhares de especiarias, tecidos, escravos e um passageiro indesejável pela maioria da raça humana: Um tritão.
Nunca percebi o porque dos humanos não gostarem deles, apenas sei que não gostam. A maior parte dos humanos acham a sua mera existência repugnante e asquerosa. Outros, os homens valentes, os desejam para poderem os capturar, mete-los em jaulas e vende-los. A marinha, por sua vez, também não tem uma boa relação com os gyojins, tendo quase como obrigação capturar todos. Os pobres coitados apenas são aceites pelas crianças. Sim, pelas puras e inocentes crianças. Pessoas pequeninas que ainda não foram contagiadas pelo vírus chamado "Humanidade".
 
A viajem do jovem Tartuga, O Gyojin, foi calma. O mar estava tranquilo e reflectia os raios solar, quentes e abrasaladores. Foi uma viagem bastante curta, o grande galeão, com a sua colossal vela, levou apenas 7 horas para chegar em Shells Town, com vento a soprar à favor.

Em Shells, centenas de pessoas caminhavam pelo porto, todos agitados e felizes. Crianças corriam e se divertiam entre os adultos atarefados com as suas pescarias ou pelas cargas que tinham de descarregar. Tudo isto debaixo de um estonteante sol de verão. Para quem não conhece-se a ilha, pensaria que todos ali são felizes e que vivem em boas condições, mas as coisas não são bem assim. É verdade que a miséria não existe, mas mesmo assim... A maior parte das pessoas da ilha vivem da pesca, trabalhando para comer e sustentar a economia do país, enquanto que os ricos, esses passam o dia sentados sem nada fazerem.

Bem, deixando a burocracia de lado, em um dia agitado como este, é normal coisas extraordinárias acontecerem. O do dia de hoje, seria a chegada de um nobre num grande galeão, e com ele, um passageiro clandestino. Tartuga não fazia a mínima ideia do que lhe iria suceder de bom e de terrível em Shells Town, seja como for, iria aprender que o mundo consegue ser cruel para um jovem gyojin. Mas, se a pequena tartaruga se portasse bem, muito provavelmente conseguiria realizar o seu sonho e entrar para a Marinha.

Sem medir as consequências dos seus actos, a jovem tartaruga sai da água e caminha em direcção à base da marinha, no meio da multidão. Talvez nem se desse conta, tamanha era a sua felicidade, ou talvez fosse um jovem tolo, o que é certo é que assim que pisou o asfalto, centenas de olhos arregalados colocaram-se sobre ele.  
 
 - Olha, mãe! Uma tartaruga gigante!

Disse uma meninha pequena. A mãe, rapidamente apertou a mão a garota e puxou-a para longe dali. O pânico estava instalado. Algumas pessoas corriam de medo, enquanto outras, paralisadas, mijavam-se. As crianças, sorriam de alegria por ver algo novo e acenavam ao homem-tartaruga.



Hizumy ~Narrador

BY SASUKE NARA
avatar
Hizumy
Pirata

Mensagens : 1438
Pontos : 3022
Reputação : 2
Data de nascimento : 29/05/2002
Data de inscrição : 23/12/2010
Idade : 15
Localização : Ohara Island

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum